(24) 24424213 ou 24422840, Rua José Alves Pimenta, 890 Matadouro, Barra do Piraí, RJ  

Ministério EFATAH ( Trabalhando com Surdos )

Ministério EFATAH

“Portanto, vão a todos os povos do mundo e façam com que sejam meus seguidores, batizando esses seguidores em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo”. (Mateus 28:19 BLH) A evangelização dos surdos tem se apresentado como algo urgente em nosso tempo e em nossa cidade. Vários surdos não conhecem Jesus, nem sequer sabem que o filho de Deus veio ao mundo nos salvar. E às vezes nos esquecemos que Jesus veio para restaurar todos os homens, inclusive os surdos. Ele amou os surdos e é nosso dever como servos de Deus pregar o evangelho a esta população, a qual tem uma cultura própria que deve ser estudada. E esta cultura só pode ser apreendida se houver um contato permanente e constante com os surdos. Por isso, este ministério exige muita dedicação e oração para que o Espírito de Deus nos ajude a compreender os aspectos culturais do chamado “mundo do surdo”.

Nosso ministério iniciou suas atividades ainda no templo antigo, a partir de uma viagem realizada pelo Pastor Celso, quando Deus lhe mostrou a necessidade da evangelização dos surdos. Desde então, vários intérpretes se levantaram em um trabalho pioneiro em nossa cidade.

No ano 2000, definimos o nome de nosso ministério: Efatah (Abre-te), o que, de acordo com Marcos 7:38, foi dito por Jesus ao curar um surdo. Ao longo do tempo de existência do Ministério com surdos, temos desenvolvido atividades, buscando estratégias para a evangelização dos surdos de Barra do Piraí e algumas cidades vizinhas. Estamos trabalhando no sentido de tornar nossa igreja um ponto de referência para estes surdos e seus familiares.

Atividades Principais: Curso de Libras para ouvintes

Aulas de Libras para surdos

Interpretação (Português-Libras) dos cultos da SIBBP

Escola Bíblica Dominical (classe com surdos)

Ida a Congressos de Surdos

Teatro com surdos

Visita a surdos

Língua Brasileira de Sinais

Língua Brasileira de Sinais “Como os surdos ouvirão, se não há quem lhes pregue através da Língua de Sinais?” (Paráfrase de Romanos 10:14c). “Muitas pessoas acreditam que a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) é o português nas mãos, em que os sinais substituem as palavras. Outras pensam que é a linguagem como a linguagem das abelhas ou do corpo. Muitas pensam que são somente gestos iguais aos das línguas orais. Entre as pessoas que acreditam que é uma língua, há algumas que crêem que é limitada e expressa apenas informações concretas, e que não é capaz de transmitir idéias abstratas. Pesquisas sobre a LIBRAS vêm sendo desenvolvidas, mostrando que esta língua é comparável em complexidade e expressividade a quaisquer línguas orais, por utilizar outro canal comunicativo,

isto é, a visão em vez da audição. A LIBRAS é capaz de expressar idéias sutis, complexas e abstratas. Os seus usuários podem discutir filosofia, literatura ou política, além de esportes, trabalho, moda etc. A LIBRAS pode expressar poesia e humor. Como outras línguas, a LIBRAS aumenta o vocabulário com novos sinais introduzidos pela comunidade surda e, resposta à mudança cultural e técnica.

A LIBRAS não é universal. Assim como as pessoas ouvintes em países diferentes falam diferentes línguas, também as pessoas surdas por todas as partes do mundo usam línguas de sinais diferentes. Mas surdos de países diferentes comunicam-se mais facilmente uns com os outros, diferentemente dos falantes de línguas orais. Isso se deve à capacidade que as pessoas surdas têm em desenvolver e aproveitar gestos e pantomima para a comunicação”.

(Texto extraído do Manual “O Clamor do Silêncio”, elaborado pelo Ministério com Surdos da Junta de Missões Nacionais). Como aprender a língua de sianis? Em nossa igreja, oferecemos o Curso de Libras para ouvintes, o qual tem significado, para muitos alunos, o início do aprendizado da LIBRAS. Mas acreditamos que o convívio com os surdos é de fundamental importância, pois de nada adianta decorar sinais e não saber como usá-los nos contextos determinados. Mantendo este contato, os ouvintes podem entender as expressões mais utilizadas e o “mundo do surdo”.

ATENÇÃO!!!!! 1. Se as pessoas que não ouvem são chamadas de SURDOS, nós somos OUVINTES!!!

2. Como se comunicar com um surdo?

Bom seria se todos soubessem utilizar a Língua de Sinais. Mas, essa, nem de longe, é a realidade de nossa cidade, e mesmo de nosso país. Sendo assim, preste atenção: não adianta gritar, nem ficar nervoso! Se não houver nenhum intérprete por perto, procure utilizar gestos, expressão facial e corporal, falar pausadamente e com boa dicção. Apesar de a maioria dos surdos de Barra do Piraí não fazerem leitura labial, isto pode ajudar a comunicação. Mas se possível, tente aprender sinais básicos da LIBRAS e o alfabeto manual.

3. Como chamar o portador desta deficiência? Deficiente auditivo, NÃO

Surdo mudo, NÃO

Mudo, NÃO

Mudinho, NÃO

Surdinho, NÃO

Surdo , SIM

Outros Links